in

Após 20 anos nas drogas, morador de rua se converte e reencontra família

Rodrigo Carneiro conheceu as drogas aos 13 anos e chegou a morar nas ruas, longe da família.

Rodrigo Carneiro da Silva passou os últimos cinco anos sem ter qualquer contato com sua família. Sua avó pensava que ele estava morto. A tia pensava que estivesse preso. A mãe faleceu sem saber o paradeiro do filho, que tinha pouco mais de 30 anos. Mas, rodrigo estava morando nas ruas.

Aos 13 ele entrou para o mundo das drogas. Aos 24, depois de 10 anos viciado em maconha e cocaína, Rodrigo foi viver nas ruas. Nesse estágio ele já não tinha mais tanto contato com a sua família. Como ele mesmo descreveu, se encontrava em um estado em que nenhuma pessoa merece estar.

Mesmo tendo encontrado acolhimento e carinho em sua família de fé – a Cristolândia do Rio de Janeiro – ele sentia falta daqueles que tanto se preocupavam com ele. Neste Natal, Rodrigo recebeu um grande presente: o reencontro com sua família.

Abandonado

“Vivia nas ruas, abandonado, sem expectativa. Estava vivendo para morrer. Um dia, quando eu vi, vinha aquele monte de gente, todos de amarelinho, louvando ao Senhor. Um homem chegou perto de mim, estava chovendo, ele não teve vergonha, nojo nenhum. Sentou do meu lado e perguntou se eu queria mudar de vida”, disse Rodrigo.

O jovem foi alcançado durante uma Operação Jesus Transforma nas ruas do Rio de Janeiro em julho deste ano. Depois de seis meses, onde ficou acolhido pela Cristolândia, Rodrigo teve suas esperanças renovadas, coisa que somente Cristo pode oferecer. Ele voltou a estudar, fez cursos profissionalizantes e durante esse processo se entregou a Jesus Cristo.

Mas, apesar de tudo isso, faltava algo. Segundo o relato do missionário Juan, da Cristolândia Campo Grande, Rodrigo andava triste pelos cantos da unidade e chorava ao relembrar de sua família, principalmente da filha que ele não pôde ver crescer. O reencontro aconteceu e o sorriso nas fotos do momento retrata uma realidade muito diferente da que o jovem de apenas 34 anos viveu durante muito tempo.

Fonte -> Guime 

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

Comentários

Comentários