in

Célula de igreja evangélica era usada para distribuir maconha, diz Polícia; Líder foi presa em flagrante

A notícia pegou todos da congregação de surpresa.

Uma igreja evangélica de Manaus atraiu holofotes na última semana após uma de suas líderes ser presa em flagrante por associação ao tráfico de drogas.

Michele Kethleen Silva, 22 anos, líder de uma célula da Igreja Pentecostal Unida do Brasil foi presa em sua casa com 1 Kg de maconha prensada. No local, funcionava a célula liderada por Michele.

A Polícia Civil afirmou que o dono da droga é o marido de Michele, identificado apenas como Wellington, e que está foragido. “Ele abastecia ‘bocas de fumo’ em toda a cidade. Cada pacote custava R$ 3 mil”, disse a delegada Suely Costa.

“A igreja era usada como fachada por ‘Wellington’. A mulher dele sabia da existência da droga. Ela e os membros da Pentecostal faziam cânticos e citavam trechos da Bíblia, na tentativa de constranger os investigadores, mas se calaram ao encontrarmos a droga”, afirmou a delegada em entrevista ao DM24.

Na casa da vizinha de Michele foram encontrados outros 11 Kg. A dona da casa, a doméstica Maria Ruth Santos, 55 anos, também foi presa, acusada de receber para armazenar a maior parte da maconha. Maikon Douglas Souza Silva e Kirke Douglas Lima, os dois com 22 anos de idade e apontados pela investigação como responsáveis pela venda dos entorpecentes, também foram presos.

A operação que resultou no desmantelamento da célula da igreja que armazenava drogas era chamada de “Mato Verde” pelos policiais, que levaram seis meses para levantar indícios da participação de Wellington e Michele no tráfico.

Fonte -> Gospel+

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

Comentários

Comentários