in

Diáconisa Brasileira é Degolada na Nigéria Enquanto Pregava o Evangelho

Apesar da Perda a Filha da Diaconisa Disse que Vai Continuar com o Trabalho

Uma mulher de 41 anos morreu depois que homens não identificados cortaram a garganta enquanto pregava o evangelho na Nigéria, informou o policial local.

Eunice Olawale foi diáconisa da Igreja Cristã do Redentor, em Abuja, capital da Nigéria. Na última Quinta (9), ela começou a pregar ao ar livre das seis da manhã. Uma hora depois, ela foi encontrada morta, em um grupo de sangue, ao lado de sua Bíblia.

A filha do casal disse à imprensa: “Ninguém pode entender como me sinto … Ela era inocente, não fez mal a ninguém. Ela estava usando seu megafone e a Bíblia, apenas pregando. Eles a mataram como uma galinha e deixaram seu corpo há. ”

De acordo com o marido, Elisha, que é pastor da igreja, deixou a casa às cinco, como sempre fazia. Para ele, suas palavras incomodavam os membros da mesquita próxima. Não há testemunhas do crime. Dois dos filhos de Olawale disseram que estavam jogando bola em um lugar próximo quando as pessoas começaram a falar sobre uma mulher morta na rua. Para sua surpresa, foi Eunice.

A polícia investiga o caso. Foram questionados seis indivíduos, mas não houve confissão. Um imã, um líder da mesquita perto da igreja, admite que pediu a alguns crentes muçulmanos que “assustassem” a mulher, que o estava “incomodando” com essa mensagem, mas negou ter ordenado que ela fosse morta.

Nigéria tem vivido uma guerra religiosa há décadas. Nos últimos anos, com o surgimento de Boko Haram, um grupo extremista que promete lealdade ao estado islâmico, milhares de cristãos foram mortos em ataques no norte do país.

Embora o governo alega que a situação está sob controle, não há diminuição visível da perseguição dos cristãos.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

Comentários

Comentários