in

Família cristã é liberta do Estado Islâmico antes de serem decapitados

Uma família cristã estava prestes a ser decapitada por militantes do grupo islâmico do grupo terrorista quando foi salvo pelo Special Air Service (SAS) da Grã-Bretanha.

De acordo com o jornal Daily Star, os terroristas já estavam com suas facas na garganta do pai e um dos filhos da família, que é composto por oito pessoas. A ousada operação de resgate ocorreu perto de Mosul, no Iraque, e resultou na morte de 15 militantes da IE.

Uma patrulha do SAS entrou em ação depois de receber uma queixa sobre as ações dos extremistas islâmicos contra famílias cristãs. De acordo com a fonte, quatro militantes foram mortos no local, enquanto outros morreram durante a fuga.

“Foi um encontro casual. A patrulha SAS estava simplesmente no lugar certo na hora certa”, disse a fonte.

“Os assassinos estavam caminhando pela área, dirigindo os aldeões. As famílias muçulmanas foram acusadas de serem espiões e os cristãos que se recusaram a converter-se ao islamismo foram decapitados”, acrescentou.

Quando os homens armados do SAS abriram fogo, a fonte informa que quatro terroristas foram abandonados e o resto dos homens armados fugiram, disparando em todas as direções.

“Lutadores do EI tentaram escapar em um caminhão, mas o motorista foi morto a tiros e os que estavam a bordo também foram mortos”, disse o soldado. “A batalha durou cerca de meia hora até que os homens armados foram mortos ou fugiram. Nós conseguimos resgatar a família e providenciar um refúgio”.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

Comentários

Comentários