in

Grupo de Evangélicos são Agredidos por Grupo de homossexuais

O momento da agressão foram registrados por um celular

Um grupo de ativistas homossexuais assaltou os evangelistas que punham e punham protesto contra um processo que poderia culpá-los por pregar o Evangelho.

O caso foi registrado na cidade de Calgary, no Canadá, em frente à sede da prefeitura local, em 17 de julho. Um vídeo feito por uma pessoa que acompanha o motim mostra que os militantes deixam a agressão diante da recusa dos cristãos de acabar com a protesto.

De acordo com informações da estação de televisão CBC News, os perpetradores são membros do movimento LGBT antifascista, enquanto os evangelistas fazem parte do evangelismo da Igreja de rua.

O protesto cristão fora da prefeitura da cidade foi uma demonstração de apoio ao ativista pró-vida Bill Whacott, que está sendo julgado em tribunal por pregar o Evangelho durante um evento comunitário LGBT. Os organizadores exigem US $ 104 milhões em compensação da Bill.

Com cartazes com mensagens como “Jesus ama você e quer salvar a sua alma”, “Jesus tornará o Canadá melhor de novo” e “Jesus é o único caminho para a salvação”, os evangelistas incomodaram ativistas gays. Começou uma conversa, e em um momento um homossexual mais exaltado iniciou os assaltos e foi acompanhado pelos outros, enquanto outros tentaram evitar que ele se tornasse um tumulto geral.

O Christian Post informou que, nos primeiros dias, os cristãos apenas lutaram, mas, à medida que o número de ativistas homossexuais que se envolveram na bagunça aumentou, o tumulto ficou fora de controle e tornou-se um fúria generalizada, deixando várias pessoas feridas. Felizmente, ninguém precisava ser hospitalizado.

A polícia de Calgary nomeou o detetive Keith Silvester para investigar o incidente, e ele disse que todos os vídeos entregues às autoridades serão investigados para ver se algum agressor deveria ser preso. Silvester apontou que os evangelistas receberam permissão para sua manifestação, e que a polícia não esperava que militantes homossexuais viessem lá.

O ministério da Igreja de rua tem uma página web descrevendo-se como interdenominacional e multiétnica, com o objetivo de “dar a todos a oportunidade de responder ao chamado para conhecer Jesus Cristo como Salvador”, que inclui a entrega de alimentos e roupas à população sem-teto da cidade quatro vezes uma semana.

O grupo LGBT Antifa tem sido o centro de atenção em outras ocasiões e tem uma história de violência, com manifestações tumultuadas e assaltos físicos a pessoas conservadoras no Canadá e nos Estados Unidos.

Assista

Créditos -> Gospel Mais

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

Comentários

Comentários