Menina é atacada e criminoso deixa marca estranha em seu braço

Menina é atacada e criminoso deixa marca estranha em seu braço

12 julho, 2018 0 Por Jovens Cristãos

Uma garota de 14 anos teve o braço ferido com uma faca formando a letra “A” depois de ser arrastada por dois homens para um matagal no dia 7 de junho, em Suzano, região metropolitana de São Paulo.

O local onde ela foi deixada fica a aproximadamente 200 metros da casa dela.

Pelo que a garota contou para a avó, os dois homens estavam mascarados e teriam feito com que ela cheirasse um líquido que a fez desmaiar. Ela acordou 9h depois, com as roupas rasgadas, com a letra “A” cravada no ante braço, no meio do mato, sem saber o que havia acontecido e voltou correndo para casa.

A menina vive com a mãe, a avó e o avô. A família têm o costume de almoçar junto, mas no dia ela não apareceu para comer. O avô costuma fechar seu bar e ligar para a neta, que avisa quando está voltando para casa. “Mas dessa vez eu liguei e ela não atendeu o telefone, eu fiquei preocupado e ela não aparecia em casa”, conta Gilson Francisco da Silva .

Era perto das 21h, quando a família estava toda reunida na sala e ouviu o portão bater. “Ela entrou com as mãos na frente, com a roupa toda rasgada. Ela foi correndo para o quarto dizendo: ‘eu não quero falar, não quero falar.’”, conta a avó Veronice da Silva, ela não saia do cômodo e só chorava. Tempo depois, a garota foi contar o que aconteceu.

“Ela disse que acordou e eles estavam lá, usando uma touca no rosto. Eles disseram para ela ficar ali que eles iam embora e depois era para ela ir”, conta Veronice. Para o avô, a menina disse que chegou a ouvir algo antes de desmaiar. “Ela me disse que escutou eles falando: ‘vai um e depois vai o outro’”, disse.

Veronice foi com a neta para a delegacia que pediu para elas irem para o hospital e na manhã seguinte registrarem o caso na Delegacia da Mulher de Suzano, que investiga o caso. O único desejo da avó é que os suspeitos devem ser presos “para nunca mais fazer o que fizeram com ela e mais ninguém. Eles são monstros!”, diz Veronice.

A vizinhança soube do ocorrido e decidiu ajudar. Vizinhos encontrarm um suspeito que teria a mesma marca da letra “A” que foi tatuada no braço da menina. Imagens mostram que ele apanhou, mas conseguiu fugir antes que a polícia chegasse.

Leave your vote

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários

Comentários