“Número mágico” do Gideões causa estranheza em seus contribuintes
“Número mágico” do Gideões causa estranheza em seus contribuintes
03/07/2018 às 10:17 (Atualizado em 19/07/2018 às 20:41)

O Congresso Gideões Missionários da Última Hora terminou, mas já voltou a causar discussões entre seus colaboradores.

Isso porquê, existe um número que vem sendo divulgado pela instituição para discriminar a quantidade de famílias que são sustentadas pela instituição.

Segundo o site oficial, o Gideões sustenta 1178 famílias, com os recursos arrecadados durante o evento e com os boletos que são pagos mensalmente pelos mantenedores.

O problema desse “número mágico”, é que ele simplesmente não é alterado há cerca de 5 anos.

Desde a morte do pastor Cesino Bernardino em Julho de 2016, o Gideões mergulhou numa crise profunda, funcionários foram demitidos, famílias de missionários também foram demitidos e deixaram de receber o benefício mensal, que não chegava a ser nem a metade de um salário mínimo.

No ano passado, o Gideões sofreu ainda mais com essa crise, mas em 2018 o congresso veio para ajudar a pagar boa parte das dívidas, e trazer um pouco mais de oxigênio para o pastor Reuel Bernardino, que já estava sufocado de tanta pressão.

No entanto, mesmo depois do evento, o site oficial do Gideões continua a apresentar o mesmo número de famílias sustentadas pelas ofertas dos mantenedores.

Não seria mais honesto falar a verdade sobre a situação desses missionários? Quem trabalha lá dentro sabe que esse número é meramente fictício, e é usado apenas para comover os colaboradores. Vamos aguardar para ver até quando os números permanecerão os mesmos.

Deixe seu comentário