Vitória Gabrielly pode ter sido morta por engano e mãe da ‘verdadeira vítima’ faz revelação

Vitória Gabrielly pode ter sido morta por engano e mãe da ‘verdadeira vítima’ faz revelação

20 junho, 2018 0 Por Jovens Cristãos

O caso Vitória Gabrielly ainda comove milhões de pessoas. A menina que desapareceu no dia 8 de junho e foi encontrada morta no início da tarde do último sábado (16), na cidade de Araçariguama (SP), deixou a todos perplexos, principalmente depois de que a perícia chegou à conclusão de que a garota foi duramente torturada, covardemente espancada e teve seu belo rosto totalmente desfigurado.

Mas por que tamanha maldade? Quem seria capaz de cometer uma barbaridade dessas com uma criança? Estas são as perguntas que a polícia tenta responder através de uma investigação minuciosa.
PUBLICIDADE

De acordo com informações do portal de notícia G1, A polícia ouviu três testemunhas do caso Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, nesta quarta-feira (20), na delegacia de Araçariguama (SP). Além dos pais, a mãe de outra garota também foi ouvida.
Reviravolta toma conta do caso Vitória Gabrielly e dívida por drogas vem à tona

Segundo a polícia, uma das seis versões apresentadas pelo servente de pedreiro preso suspeito de envolvimento no crime, Vitória Gabrielly foi levada por engano, e seria uma vingança por tráfico de drogas. A polícia não confirma, porém, não descarta nenhuma das hipóteses.
Caso Vitória: Polícia ouve mãe de outra garota que seria alvo de criminosos

A mulher ouvida é a mãe dessa outra garota, que também se chama Vitória e seria o alvo do crime. A mulher negou à equipe da TV TEM que a família dela tenha qualquer envolvimento com o tráfico de drogas e com a morte da garota.

Vitória Gabrielly, de 12 anos, foi encontrada morta no início da tarde de sábado (16), em uma mata às margens de uma estrada de terra no bairro Caxambu, em Araçariguama.

A garota estava desaparecida havia 8 dias, quando saiu para andar de patins. O corpo foi encontrado perto dos patins e usando a mesma roupa que estava no dia em que desapareceu.

Os pais da garota, Rosana Guimarães e Luiz Alberto Vaz, também foram ouvidos pela investigação. O casal, que é separado, já foi ouvido pela polícia, mas agora, como a investigação mudou de desaparecimento para homicídio, foi novamente chamado para depor.

Luiz Alberto foi à delegacia de Araçariguama acompanhado da atual mulher, madrasta da Vitória. Além da delegada da cidade, um delegado da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) acompanha a investigação na cidade.

Leave your vote

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários

Comentários